Um único jogador não faz a diferença em uma equipe, mas o “Revolta” esta se mostrando cada dia mais um dos melhores jungle do Brasil.
A INTZ chegou no cenário brasileiro no final de 2014, onde, em Dezembro foi anunciado a contratação de Gabriel “Revolta Henud para a posição de Jungler do time.

Com a INTZ Revolta venceu: 1º e 3º Splits do CBLOL 2015, 3 BRMAs, 1 Xtreame League e o 1º Split do CBLOL 2016. 

No último fim de semana tivemos novamente a INTZ saindo vitoriosa em um campeonato aqui no Brasil (BRMA RJ) com Revolta sendo o destaque da série.

O Primeiro Split de 2015 e o Reconhecimento

Revolta chegou na INTZ no final de 2014. O jungler atuava na época pela Keyd, o time que brTT, Mylon, Loop e Takeshi estavam conseguindo bons resultados, porém, a Keyd liberou a contratação do Jungler por parte da INTZ.

Chegando na INTZ, os jogadores falaram que Revolta trouxe ao time a vontade de ser campeão. O time tinha acabado de chegar e estava alcançando um lugarzinho no Top 4 do CBLOL. Com Revolta, a INTZ trouxe uma agressividade que nenhum time conseguia segurar. Quem não se lembra do famoso dive da INTZ com 4 jogadores? 

O principal adversário da equipe foi o ex-clube de Revolta, a Keyd havia contratado dois coreanos. A final em Florianópolis foi simplesmente um baile por parte de Revolta e todos os jogadores da INTZ. Na mesma final, tivemos uma jogada que ficou marcada para Sempre. O jogador que era até então criticado por seu Smite, roubou um Baron contra uma Keyd que tinha Kalista e um Top Laner com Smite.  Contra tudo e contra todos, esse Baron foi para a INTZ.

Nesse primeiro Split de 2015, o jogador passou a ser reconhecido como o melhor jungler do Brasil. Além disso, Revolta foi eleito MVP do campeonato e a INTZ alcançou o Top 1 brasileiro.
A equipe representou o Brasil no Wild Card para o MSI onde perdeu na final contra o Besiktas.

Revolta sem INTZ, INTZ sem Revolta

O segundo Split de 2015 contou com uma surpresa de cara. Revolta deixou a INTZ e iria jogar pela Keyd no segundo Split de 2015.

A INTZ realizou rapidamente a contratação de Leonardo “Alocs” Belo como suporte do time colocando Luan “Jockster “Cardoso como o novo Jungler.
A segunda final do CBLOL seguida por parte da INTZ não teve um final tão feliz, o time perdeu para a paiN Gaming e nesse Split nem INTZ e nem Revolta foram campeões. A mesma paiN Gaming eliminou a Keyd que contava com Revolta na semifinal da competição.

De volta a INTZ

O “Terceiro Split” pegou todos de surpresa. Um campeonato curto onde a INTZ contava com Revolta e Caio “Loop” Almeida. De volta à INTZ, Revolta foi vencedor novamente do campeonato. com bastante facilidade. Venceram a KaBuM na final garantindo mais um título para a organização.

Com a saída de Loop, Jockster voltou ao time e tivemos novamente aquela Line-Up que havia sido campeã do primeiro Split de 2015. O time teve alguns empates durante a fase de grupos do CBLOL e chegou na final novamente contra a Keyd. A Line-Up consegue conquistar o campeonato novamente com um 3 a 0.

 

Desde 2014 na INTZ, Revolta perdeu apenas duas séries com o time: Wild Card de 2015 e 2016.