Mais do que companheiros de equipe, os jogadores da Team X são agora sócios. Os cinco atletas seguiram exemplo de outros colegas de profissão e se juntaram para criar a própria organização. Assim nasceu a Heroic, nova casa de Michael “Friis” Jørgensen e companhia.

 

A escalação – que além de Friis conta com Andreas “MODDII” Fridh, Marco “Snappi”Pfeiffer, Lukas “gla1ve” Rossander e Valdemar “valde” Bjørn – estava sem uma organização oficial desde junho, quando parte dos jogadores deixaram a SK Gaming.

“Nós passamos muitos anos no Counter-Strike, estivemos em vários times e em várias marcas e agora estamos muito contentes de nos definir como coproprietários da Heroic

-afirmou uma carta assinada pelos cinco jogadores.

O time fará sua estreia oficial neste final de semana, durante a Power-LAN, um torneio composto apenas por equipes da Dinamarca. Além disso, a Heroic também participa da ESL Pro League e está qualificada para a DreamHack Open Bucharest e para a StarLadder i-League Season 2.

A iniciativa de organizações com os próprios jogadores como sócios virou tendência recentemente, principalmente após o surgimento de Astralis e GODSENT. Nesse modelo de negócio, os atletas acumulam seu papel em jogo com uma porcentagem nas ações da camisa que defendem.