Mirror’s Edge: Catalyst  #pioresgames2016

HeeeeeeeeeeeY Guys , aqui é o M4ik4o na parada com os games mais decepcionantes de 2016, então se segura na poltrona e vamos nessa malucão!

 Mirror’s Edge Catalyst acumulou popularidade graças ao sua jogabilidade de primeira pessoa no parkour gameplay. Apesar de receber críticas mistas, a sua jogabilidade vem com a combinação de um elegante cenário urbano e uma narrativa interessante.

No papel, Mirror’s Edge Catalyst parecia muito promissor, uma configuração expandida ao mundo aberto, com a jogabilidade parkour em primeira pessoa. Tudo parecia no lugar certo para a franquia para mostrar o seu potencial.

Parkour é tudo sobre a liberdade de movimento, e para facilitar esse conceito de forma eficaz, incorpora um projeto de mundo aberto muito mais amplo do que o jogo original. Mas frustrante mente, em vez de se arriscar nesse mundo aberto com missões secundárias significativas e atividades, a maioria de jogo ainda se resume a simplesmente a partir do ponto A ao ponto B.

Essa mecânica do núcleo do jogo, poderia haver maneiras mais interessantes de implementar essa capacidade sem sentir mais repetitivo. Se você é um fã da série, então você vai, sem dúvida, ainda desfrutar da experiência, mas ainda não consigo superar e fico me perguntando o que poderia ter sido Mirror’s Edge Catalyst.

PS: Não perca nenhuma novidade do [GAMELOGIA NEWS]. Inscreva-se no nosso canal Youtube e nos siga no twitter, página Facebook, que esta logo abaixo na descrição basta clicar nos botões ao lado!

Por hoje é só molecada, forte abraço do M4ik4o, Fuui !

M4ik4o 🙂