Existe um mundo distante povoado por criaturas aladas graciosas e belas com o dom da imortalidade, onde conflitos antigos ainda existem. Como em tantos conflitos, esta guerra dividiu famílias. Um lado intitulou-se como seres da perfeita ordem e justiça, lutando para unir o mundo sob sua lei em um forte governo centralizado. Aqueles que lutavam contra eles viam esta parte da sua família como tiranos, criaturas incapazes de ter um ponto de vista mais amplo, que sacrificariam individualidade e liberdade pela ilusão da eficácia e segurança. Morgana era uma das que lutavam contra o que ela entendia ser a tirania de sua espécie, e por isso era considerada um anjo caído. Ela não era inocente, encontrando formas de obter poder proibido para se tornar uma poderosa mestra das artes negras. Este objetivo era impulsionado por sua obsessão em vencer o general das forças inimigas – sua irmã, Kayle.

Apesar de serem irmãs de sangue, Kayle deu o primeiro golpe, renegando Morgana como família quando recusou-se a defender sua causa. Com o tempo, Morgana acabou se tornando poderosa o suficiente não só para ser igual, mas para enfrentar Kayle. Enquanto se aproximava o momento em que as duas se encontrariam para um conflito final, Morgana foi repentinamente invocada à Valoran. No princípio ela fez um acordo com os invocadores da liga para lutar em troca de mais poder. Com a entrada de Kayle em League of Legends, Morgana agora luta pelo privilégio de poder destruir sua irmã de novo, e de novo, e de novo. Ela aguarda pelo dia em que o Instituto da Guerra não conseguirá mais segurá-la e, nesse dia, planeja destruir Kayle de uma vez por todas e voltar para casa como heroína.