O governo do Reino Unido anunciou, na manhã desta quarta-feira (6), que está organizando um comitê internacional para estabelecer os chamados “eGames” como uma nova forma de disputa olímpica. O objetivo, com isso, é de incluir os esportes eletrônicos (também conhecidos como eSports) dentro das próprias Olimpíadas. O primeiro evento que contará essa modalidade será a edição de 2016, que acontecerá no Rio de Janeiro entre os dias 5 a 21 de agosto.

Apesar da mobilização para incluir as competições de video games dentro do festival esportivo, os participantes dos eGames não contarão com premiações em dinheiro. As disputas acontecerão em dois dias no decorrer das Olimpíadas Rio 2016, trazendo quatro times para a competição: eTeam Britain, eTeam Canadá, eTeam EUA e o eTeam Brazil. Os melhores times levarão medalhas, embora não sejam as oficiais do evento.

Nenhum jogo ainda foi confirmado para as disputas dos eGames. O site oficial da competiçãodetalhou que um anúncio entre abril e maio dará mais informações a respeito dos jogos oficiais, que incluirão títulos individuais e em equipe.

Jogos oficiais para o eGames Rio 2016 ainda não foram anunciados

Os títulos de eSports mais movimentados da atualidade são apontados como os grandes favoritos, como Hearthstone: Heroes of Warcraft, League of Legends e DotA 2. Resta saber, no entanto, se games como Counter-Strike: Global Offensive e Call of Duty: Black Ops 3 serão incluídos por conta do teor mais “violento” — algo que o Comitê possa evitar nos primeiros eventos em busca de apoio e patrocinadores.

Além da organização da competição, o governo britânico anunciou a criação do comitê oficial para os eGames. Sem fins lucrativos, ele ficará com a responsabilidade por montar conselhos em cada um dos países para incentivar as competições locais de esporte eletrônico e “modelar positivamente o futuro do competitivo de games”.