A Pain anunciou hoje (14/01) quem assumirá a vaga de support 1º Split do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) 2016, depois de falhar na contratação de outros dois cyber-atletas. Matheus “Picoca” Tavares, que nunca jogou profissionalmente, será o parceiro de Felipe “brTT” Gonçalves na bot lane.

 

 

Campeão brasileiro de 2015 e com boa participação no Campeonato Mundial, o paiN não renovou o contrato com o francês Hugo “Dioud” Padioleau, que fez uma ótima temporada e foi o único estrangeiro que levantou o troféu da principal competição do Brasil.

Depois, a equipe tentou contratar Caio “Loop” Almeida, do INTZ, em dezembro do ano passado. O aliciamento foi investigado e punido pela Riot Games Brasil.

O paiN Gaming chegou a anunciar o finlandês Aleksi “H1iva” Kaikkonen, que, na época, se mostrou surpreso e até negou a oficialização do contrato. Ele foi inscrito no CBLoL, mas, no início de janeiro, acertou com o Renegades Banditos para jogar a Challenger Series da Europa. A partir daí começou o mistério em torno do Support da organização brasileira.

Como reserva, o paiN havia inscrito o streamer Picoca, que costuma jogar como mid laner, e o AD Carry Renato “TheFoxz” de Souza.

paiN Gaming

Matheus “Mylon” Borges (Solo Top)
Thúlio “SirT” Carlos (Jungler)
Gabriel “Kami” Santos (Mid Laner)
Felipe “brTT” Gonçalves (AD Carry)
Matheus “Picoca” Tavares (Support)

Gabriel “MiT” Souza (treinador)