A Comissão de Operações de Ligas definiu que o jogador Caio “Loop” Almeida, ex-integrante da INTZ, sofreu tentativa de poaching por parte da organização da paiN Gaming. Desde o dia 08 de agosto de 2015, de acordo com a Política Interregional de Antialiciamento, válida para as equipes e jogadores do CBLoL, “nenhum membro de equipe ou filiado à equipe pode exercer a solicitação, atrair ou engajar em discussões de emprego de um jogador que está sob contrato com uma equipe profissional competindo no torneio de mais alto nível de uma região”.

De acordo com o comunidade de penalidade da Riot Games, Loop não poderá jogar pela paiN Gaming em 2016 e a paiN Gaming será punida, perdendo o direito à premiação (independente da posição do time) e os valores de direitos de uso de imagem da Primeira Etapa do CBLOL 2016, além da suspensão de um ano do diretor.

O anuncio oficial saiu no site do LOL E-Sports BR:

Screenshot_29