É galera, to ficando velho. Resident Evil, o jogo que me fez perder o sono na década de 90, completou neste dia 22 de março só 20 anos de história. :O

Créditos da imagem http://digitalspyuk.cdnds.net

 

Me lembro até hoje, lá estava eu todo meninão no auge da minha pré-adolescência, chegando a locadora do Alex para pedir uma hora no “Preisteichu”, quando vi um jogo estranho onde tinha zumbis pela tela. Na hora pensei que era um novo Alone In The Dark, porém as palavras Resident Evil saltaram a tela da Tv tubão, após um amigo sofrer Game Over sendo devorado por cachorros ferozes.

Assim começou minha história e a de muitos com esse game, aliás dezenas começaram morrendo para os cachorros que saltam pelas janelas do corredor que existe no começo do game.

O que se viu depois foi um sucesso enorme, o game tinha história, gameplay, gráficos bons e, acima de tudo, zumbis que podiam ser despedaçados por armas. Confesso que até hoje me tira um sorriso da cara o fato da Colt explodir cabeças zumbis no game (legal XD). Junte a isso uma trama interessante, apesar de que poucos de nós prestavam atenção nisso, aliado a inimigos como uma Anaconda gigante, uma planta endiabrada cheia de tentáculos, aranhas amazônicas e demais inimigos bizarros.

Tudo era na verdade pano de fundo do que estava ainda por vir, uma infestação de zumbis, não só no jogo, mas em toda nossa nova cultua pop que ali estava nascendo.

 

Resident Evil com toda certeza é pai de vários ícones atuais que envolvem zumbis, como Walking Dead por exemplo, parte disso veio da versão original do game, não a remake, que foi lançado para o Playstation em 1996. O jogo realmente te colocava em situações de perigo, tentava te surpreender com um suspense pesado e puzzles (quebra-cabeças) que lhe queimavam a cabeça.

A mansão era um show a parte, os personagens com falas marcantes, inclusive o Resident Evil é pai de um dos memes mais antigos do mundo gamer: “Jill Sandwich”.

Nesta cena hilária, após o Barry salvar a Jill, ele brinca com ela dizendo que poderia ter se transformada em um sanduíche. O diálogo é tão sem noção que a dubladora da Jill chega a rir ao responder. Um viva aos old memes.

Voltando ao game, o que chamava muita atenção era o fato de que seus atos mudavam levemente a história, o Barry poderia aparecer morto ou não, você tinha a opção de salvar seu parceiro ou ir embora sozinho tranquilão no helicóptero.

Enfim, falar de Resident Evil é chover no molhado literalmente. Recomendo que joguem a versão original do game, esqueçam do Remake que praticamente é um novo jogo, joguem a versão original. Existem versões pros sistemas mais novos e pra Pc que roda até no Positivo do seu primo.

 

Fica aqui meus parabéns e reverência a esta “obra de arte” em forma de game.

Abs.

Por MegaXbr