a lenda da triforce completa o trigésimo aniversário!

Galera não é de hoje que eu digo, estou ficando velho.

Ainda me recordo quando Zelda Ocarina of Time foi lançado, isso já fazem 20 anos, e todo o reboliço que o game causou no mundo gamer. Na época um outro RPG também reinava  e dividia a coroa com o épico da Nintendo, um outro RPG que era nada mais nada menos do que Final Fantasy 7 o único Final que superou a marca de 10 milhões de unidades vendidas.

Pois bem, fugindo um pouco destes fatos históricos e indo ainda mais pro passado, mais exatamente em 21 de fevereiro de 1986, a Lenda da Princesa Zelda começava a invadir as residências dos gamers. Um pirralho com gorro verde que nunca imaginou ter por tanto tempo seu nome trocado por Zelda, Link o herói improvável, começava ali uma saga de três décadas da qual ele mesmo não poderia fazer idéia.

Legend of Zelda foi um fenômeno no passado, continuou por anos sendo e hoje ainda é um fenômeno. Um jogo que consegue movimentar uma legião de fãs e fazer com que até “Seguistas” se curvem. Cada jogo da série é único por mais que eles carreguem semelhanças entre si, cada jogo da franquia é uma experiência marcante.

Posso falar com propriedade, pois no decorrer de minha vida gamer zerei quase todos os jogos da série, me culpo até hoje de não te zerado e rezerados todos os jogos ao menos 2 ou 3 vezes 🙁

Os jogos contam a história de Hyrule, um mundo muito, muito distante, e falam de uma tão cobiçada Triforce, triangulo formado por outros três que é fonte de poder nos jogos. Amigos, eu sei que jogos são criados para diversão, porém a diversão dos jogos Zelda é justamente degustar cada momento, fazer parte da imersão e, porque não, salvar a princesa no fim. Fazer isso a cada game que tem o seu modo, sua história própria, seus personagens e seus pontos positivos/negativos é algo fantástico.

Tirando os spin-offs da série (alguns bizinhos, como os jogos do Phillips CD-i), nenhum game da série principal conseguiu a façanha de ser só bom, são todos ótimos com destaque para o Ocarina Of Time do Nintendo 64 e Minish Cap do GameBoy Advanced (um jogo gigante pra um portátil também gigante em sua valentia).

Com uma linha de tempo (timeline) muito maluca, a série até hoje inspira outras criações no mundo gamer como diversos jogos indies atuais.

Atualmente esperamos ansiosamente pela Lenda de Zelda do Nintendo Wii U. O game já foi apresentado em fase pré-alpha e quase matou nós, os fãs, do coração. Talvez o jogo completo e terminado dê as caras na E3 deste ano, que o deus dos consoles me ouça.

 

Antes de finalizar um lembrete: Se dizer gamer e nunca ter jogado um game da série na vida, é como dizer que é jogador de futebol sem nunca ter chutado uma bola. Vai por mim 😉

 

Segue o link de um site com mais informações a respeito dos jogos e a linha de lançamento dos jogos:

http://www.theverge.com/2016/2/21/11063982/zelda-30th-anniversary-nintendo-history-link-smash-bros

 

Abs.

Por MegaXbr