Depois do primeiro dia do International Wildcard Qualifier (IWCQ) de League of Legends, em que o INTZ teve uma vitória e uma derrota, o Jungler do campeão brasileiro, Gabriel “Revolta” Henud, admitiu que esperava vencer as duas séries e disse que o time está “meio que perdido”, “não jogando bem” como time, citando ainda que a equipe está “com muito ego”

No primeiro dia de competição, enfrentaram times considerados inferiores tecnicamente. Na primeira série, vitória tranquila contra o Kaos Latin Gamers (KLG), do Chile, campeão do servidor Sul. Entretanto, perderam feio para a Lyon, vencedora do servidor latino-americano Norte.

Revolta fez uma análise do desempenho da equipe:
“Não estamos em uma posição muito boa como time. Não estamos jogando bem como um time, não sabendo a melhor forma de encarar o meta, de encarar o jogo de uma forma geral, porque muita coisa que treinamos na Europa não estamos usando, e não é porque não sabemos ou porque não aprendemos de fato, mas sim porque… a gente não sabe o porquê na real, estamos meio que perdidos agora. Não sabemos como encarar o jogo, e isso está nos deixando muito abertos”

“Eu acho que a maior diferença desta INTZ para qualquer outra INTZ é o ego. Já fomos para o bootcamp com muito ego e continuamos com muito ego. Para mim, individualmente falando, ego impede de você evoluir, de ir para a frente. Esta é a maior diferença que eu consigo ver agora, mas está muito recente, perdemos agora. Foi reflexo de muitos erros que cometíamos em treinos já e percebemos isso aqui no Brasil. Tivemos tempo de olhar para isso e conseguir avaliar o que estávamos errando, mas não fizemos. Agora é hora de se unir e ver o que realmente está dando errado”,

Dois dias antes de o Wildcard começar, os cyber-atletas demonstraram muita confiança para a competição e enalteceram a preparação durante o bootcamp de um mês em Berlim, na Alemanha. Entretanto, o discurso de Revolta após a derrota mostra que o time ainda precisa se encontrar.

Eles jogam nesta quinta-feira (25), às 20 horas (horário de Brasília), contra o Rampage, do Japão, que venceu o Saigon Jokers, do Vietnã, no único jogo das duas equipes no dia. Depois de todos os oito participantes se enfrentarem na Fase de Classificação, os quatro melhores colocados irão a Curitiba para, nos dias 3 e 4 de setembro, disputarem duas vagas para o Campeonato Mundial.

Confira uma entrevista que fizemos com Gabriel “Revolta”: