Soraka, uma curandeira abençoada com a magia das estrelas, tem todas as criaturas vivas bem próximas ao coração. Outrora um ser celestial, ela sacrificou sua imortalidade e adentrou o mundo dos mortais. Enquanto o mal ameaçar a vida de Valoran, Soraka não permitirá paz a si mesma.

Ela viveu por séculos em um bosque encantado. Um ser das estrelas, ela curava os feridos e doentes que a buscavam. Um homem chamado Warwick veio a seu bosque e lhe implorou para que curasse sua esposa, entregue sem vida em seus braços. Seu desespero tocou o coração de Soraka e, embora já fosse tarde demais para evitar a morte de sua esposa, ela lhe ofereceu ajuda para curar a dor da perda. Incapaz de se desfazer do pesar, Warwick fugiu do arvoredo, voltando alguns dias depois em busca da orientação de Soraka que, por sua vez, passou a se aproximar mais dele. Certo dia, Warwick disse a ela ter encontrado o homem que assassinou sua esposa. Ele acreditava que a vingança acabaria com sua dor e, caso ele morresse na luta, ao menos encontraria a paz. Ela implorou para que ele ficasse, mas Warwick a ignorou e deixou novamente o bosque. As vozes das estrelas a alertaram para que não o seguisse, mas Soraka teve de intervir.

Ela colocou os pés no mundo dos mortais pela primeira vez e não tardou até encontrar Warwick em combate com um grupo de homens. Ela tentou curá-lo, mas para cada ferida que ela fechava, os homens lhe abriam duas outras. Soraka percebeu que teria de lutar para salvar seu amigo. As estrelas gritaram em sua mente, dizendo a ela para que não usasse seus poderes para ferir. Ignorando o aviso, ela atingiu os opressores com um lampejo brilhante de luz. Protegendo os olhos e aterrorizados com o esplendor divino, eles fugiram. A forma celestial de Soraka desaparecera e as estrelas se emudeceram – sua transgressão havia a transformado em mortal. Ela ainda sentia o poder das estrelas em si, mas não mais ouvia as suas orientações. Buscou então conforto na segurança de Warwick, curando gentilmente suas feridas, mas o homem que ela chamava de amigo cravou uma adaga entre suas costelas. Conforme seu sangue se derramava, Soraka percebera que ele a havia enganado e tudo o que havia feito não passava de um esquema ardiloso. Sentindo-se humilhada e traída, ela invocou novamente o poder das estrelas, queimando sua carne e amaldiçoando sua crueldade. Ele recuou com um uivo de agonia, abandonando Soraka para que refletisse sobre o próprio destino. Sua vida havia mudado, mas ela se sentia poderosa e renovada com um propósito sem precedentes. Nunca mais presa ao bosque, Soraka seguiu em frente no mundo dos mortais, com o voto de curar os feridos e proteger os indefesos.

”A crueldade de um não me cegará para o sofrimento de muitos.”
— Soraka

 

Spells

spells-soraka

Counters

counters-soraka

Itens

itens-soraka

Runas

runas-soraka

Habilidades

soraka-habilidades

Talentos

talentos-soraka