Para Vi, os problemas não passam de paredes de tijolos para se atravessar com os socos de suas gigantescas manoplas hextec. Embora ela tenha crescido no lado errado da lei, Vi agora usa seu conhecimento de criminalidade para servir a força policial de Piltover. Sua atitude imprudente, humor ácido e relutância ruidosa em seguir ordens podem frequentemente enfurecer sua parceira ”toda-certinha”, Caitlyn. Mas nem mesmo a xerife de Piltover consegue negar que Vi é um recurso de valor inestimável na luta contra o crime.

Uma criança que cresceu na periferia sem lei de Piltover, Vi aprendeu a assaltar e a trapacear para sobreviver. O roubo e o desmanche de aparelhos hextec deram a ela as habilidades de uma mestra da mecânica, enquanto a vida nas ruas lhe ensinou a depender somente de si mesma. Quando tinha seis anos, um grupo de criminosos viu um brilho na jovem delinquente e a abraçou em sua alçada. Ao completar onze anos, Vi já havia se tornado uma cúmplice titular e apreciava a emoção de cada golpe.

Sua atitude mudou quando um assalto a uma indústria de mineração não deu certo. Ela foi forçada a decidir entre fugir com sua equipe e tentar resgatar os mineradores inocentes presos em um túnel que desabou. Vi decidiu bancar a heroína. Enquanto procurava por uma maneira de liberar os trabalhadores dos escombros, ela descobriu um aparelho robótico de mineração. Através de improvisação, ela removeu seus gigantescos punhos e os transformou em luvas hextec improvisadas. Vestindo aquele armamento pesado em suas mãos pequeninas, a menina moveu os braços e desferiu um soco devastador nos escombros, cuja força demoliu o pedregulho. Uma vez que os trabalhadores pudessem se salvar, ela abandonou a cena.

Depois deste trabalho que deu errado, Vi desfez sua conexão com a equipe. Ela voltou a uma vida solitária de crime, mas roubando apenas de outros criminosos. Conforme se passaram os anos, ela modificou e aprimorou seus punhos hextec, permitindo que ela invadisse grandes assaltos e apanhasse os espólios com facilidade. Dizeres a seu respeito chegaram, eventualmente, a Caitlyn, a famosa Xerife de Piltover que, ao invés de buscar pela prisão de Vi, lhe ofereceu uma maneira de pagar pelas suas dívidas contra a sociedade: trabalhar pela lei de Piltover. Vi riu: para ela, um trabalho que a permitisse surrar bandidos sem forçá-la a correr dos tiras parecia perfeito, e ela aceitou imediatamente. Caitlyn agora se esforça para manter Vi na linha, enquanto esta trata as ordens de Caitlyn como meras sugestões. Mas elas, quando trabalham juntas, são temidas por todos os fora-da-lei de Piltover.

”É uma pena. Eu tenho dois punhos, mas você só tem uma cara.”
— Vi

Spells

Counters

Habilidades

Itens

Runas

Talentos