Os impiedosos limites árticos de Freljord são o lar dos Ursine, uma raça feroz e guerreira que resistiu à tundra infértil por milhares de anos. Seu líder é um furioso adversário que comanda a força do relâmpago para causar medo em seus adversários: Volibear. Tanto guerreiro como místico, ele busca defender as tradições ancestrais e o espírito guerreiro de sua tribo.

Embora a história registre seus antigos feitos lendários em combate, os Ursine agora vivem em reclusão pacífica. Os guerreiros foram comandados por um triunvirato de líderes que mantiveram um isolamento muito longo, evitando incidentes triviais e conflitos de outros. Como o xamã dos três, Volibear foi um sábio respeitado por sua compreensão. Foi uma era de paz sem precedentes, mas Volibear sentia o pesar em revolução dentro de si. A prosperidade estava tornando sua tribo condescendente e fraca, e muitos já haviam se esquecido da arte sagrada da guerra. Com o tempo, Volibear sentiu que o fogo de suas almas se extinguiria. Ao revelar seus pressentimentos ao triunvirato, eles se recusaram a ouvir e o advertiram a conhecer seu lugar.

Buscando sabedoria, Volibear encarregou-se de uma perigosa escalada ao topo da montanha sagrada dos Ursine, um lugar eternamente encoberto em um turbilhão relampejante. O olho da tempestade era conhecido por proporcionar augúrios, e dizia a lenda que a tormenta marcaria o próximo grande chefe da tribo. Assim que Volibear alcançou o cume, foi atingido por um relâmpago que não era natural. Ao acordar, o xamã estava possuído por uma visão horripilante de Freljord sendo consumida pela escuridão. Ele viu as forças Ursine, complacentes e despreparadas, massacradas por terríveis criaturas de gelo. Naquele instante ele percebeu que sua raça pereceria se não se preparasse para a guerra.

Volibear desceu da montanha para contar o que tinha visto, mas encontrou o caminho bloqueado pelo triunvirato. Sabendo que ele encerraria a paz duradoura, recusaram-se a dar atenção ao aviso de Volibear e exigiram seu silêncio – seja por sua palavra ou por sua morte. Resoluto e inflexível, Volibear jurou que a própria sobrevivência dos Ursine dependia de sua mensagem, e avançou contra os três em um feroz combate. Um terrível estrondo seguiu e, no preciso momento em que Volibear sucumbiu a seus oponentes, ele invocou o poder do turbilhão. Desferindo relâmpagos, ele derrubou o trio com um golpe trovejante. Atordoado e surpreso, o triunvirato contemplou o sinal da liderança Ursine: a força da tempestade sagrada.

Reconhecendo sua ascendência profetizada, reconheceram Volibear como o novo líder dos Ursine. Sua influência foi breve e decisiva: ele despertou sua tribo da complacência, reviveu suas tradições de combate árduo e aliou-se com Sejuani, a guerreira que lutaria com eles contra o mau iminente. Com o tempo, a tribo se tornou esguia e feroz, ficando conhecida novamente como os temíveis guerreiros da lenda. Volibear e os Ursine agora estão prontos para o dia negro que surge no horizonte gélido.

”Os Ursine não conhecem a paz sem guerra.”

— Volibear

Spells

Counters

Habilidades

Itens

Runas

Talentos